pteneofrdeites
Artigo do Jornal: Jornal Novembro 2019
Compartilhar -

Quem era Paulo de Tarso?

Um fariseu fanático, obstinado perseguidor de cristãos e da nascente doutrina cristã? Ou um ser predestinado por determinação divina, que recebeu a dádiva da aparição de Jesus, em gloriosa visão às portas da cidade de Damasco, convertendo-se ao Cristianismo?

Este docudrama do diretor André Marouço busca mostrar a grandeza de Paulo de Tarso (Alexandre Galves). Corajoso, intrépido e sincero que, arrependido de uma postura radical que culminou no apedrejamento de Estevão (Caio Blat) — o primeiro mártir do Cristianismo —, humildemente empreendeu acelerada revisão de conceitos e atendeu ao chamado de Jesus.

Entre perseguições, enfermidade, zombarias, desilusões, deserções de companheiros, pedradas, açoites e encarceramento, transformou sua vida num exemplo de trabalho através de dezenas de anos de luta, empenhado em abrir igrejas cristãs e dar-lhes assistência.

Em algum ponto da vida, todos recebemos um chamado do Cristo. Que temos feito?

Paulo de Tarso e a História do Cristianismo Primitivo farão você compreender como o amor apaga a multidão de faltas cometidas.

André Marouço buscou, através do filme Paulo de Tarso e a História do Cristianismo Primitivo, apresentar a vida e obra do Apóstolo dos gentios através da interpretação espírita dos fatos e contextos históricos que envolveram esse grande personagem.

Trata-se da primeira obra cinematográfica, produzida com o entendimento de que a doutrina dos espíritos pode emprestar sobre ex-doutor da lei judaica, que fundou comunidades cristãs em grande parte da Ásia Menor e da Europa durante o primeiro século da Era Cristã.

Paulo, Estevão e os membros das primeiras comunidades cristãs fizeram ao longo de suas dedicadas vidas um importante trabalho de amor. 

A proposta de Paulo de Tarso e a História do Cristianismo Primitivo visam trazer à tona a jornada enfrentada por um dos principais seguidores de Jesus Cristo após sua morte.

O docudrama apresenta o documental entremeado pelas entrevistas dos espíritas José Carlos De Lucca, Antonio Cesar Perri de Carvalho, Severino Celestino, André Luiz Ruiz e Jorge Damas Martins.

O mundo precisa conhecer o Consolador Prometido revelado por Allan Kardec, e a divulgação do espiritismo para além das paredes das casas espíritas, através do cinema, é uma ótima maneira de fazer essa divulgação.

O jornal Correio Espírita esteve na pré-estréia do filme Paulo de Tarso e a História do Cristianismo Primitivo, no Cinemark Botafogo (Praia de Botafogo, 400 - Botafogo - Rio de Janeiro), na manhã do dia 30 de setembro último, e o docudrama estreou em circuito nacional na quinta-feira, dia 3 de outubro.

Compartilhar
Topo
Ainda não tem conta? Cadastre-se AGORA!

Entre na sua conta