pteneofrdeites
Escrito por: Internet
Compartilhar -
filme frances

O Livro dos Espíritos, de Allan Kardec, é uma das estrelas do filme francès “O Baile ds Loucas”. A produção de 2021 tem roteiro e direção de Mélanie Laurent, atriz francesa que também atua no longa.

Trata-se de uma obra não espírita que enfoca o primeiro livro da Codificação de forma respeitosa, conferindo o brilho que ela merece.

Sobre o filme O Baile das Loucas

Intitulado O Baile das Loucas, a produção francesa foi baseada no livro de mesmo nome (em francês, “Le Bal des Folles”), de Victoria Mas, lançado pela Editora Albin Michel, em 2019.

A história se passa no final do século 19, logo após o lançamento de O Livro do Espíritos, pelo francês Allan Kardec.

Eugenie leva uma vida confortável ao lado dos pais, da avó e do irmão, também um grande amigo.

No entanto, inteligente e apaixonada pela vida, a jovem esconde um segredo: ela ouve e vê Espiritos. Quando sua família descobre essa sua sensibilidade, decide interná-la em uma clínica neurológica.

Dirigida por um médico respeitado, o professor Charcot, pioneiro da psiquiatria e neurologia, o hospital é na verdade um depósito de mulheres.

Ali, pacientes com diganósticos diversos, entre eles deficiência física, mental, epilepsia, histeria, convivem. E são tratadas como cobaias pelos profissionais de saúde.

É nesse ambiente que o caminho de Eugenie (Lou de Laâge) e da enfermeira Geneviève (Mélanie Laurent) se cruzam, mudando a vida das duas jovens mulheres para sempre. Enquanto elas, juntamente com as demais internas, vivem suas rotinas ásperas aguardam o grande evento do local: um baile onde pacientes, médicos e público se reúnem anualmente.

O Livro dos Espíritos tem papel de destaque no filme

Apesar do filme não ter a intenção de divulgar a Doutrina Espírita, a obra inaugural do Espiritismo desempenha papel essencial.

Primeiramente, O Livro dos Espíritos serve para que a protagonista entenda o que se passa com ela.

As explicações racionais que ela encontra na obra lhe dão maior tranquilidade para aceitar a situação. Até mesmo permite que ela saiba como lidar com o fenômeno mediúnico.

Outro ponto de destaque é quando uma segunda personagem, mesmo sem ter qualquer tipo de mediunidade, sente-se impactada pelo conteúdo, começando uma profunda mudança na forma de enxergar a vida.

Em outras palavras, o filme consegue demonstrar a grandiosidade de O Livro dos Espíritos ao mostrar o impacto positivo que ele proporciona na vida das pessoas que encontram em suas páginas, explicações racionais para os acontecimentos da vida.

Outros destaques do filme francês

Além da forma respeitosa com que o filme trata O Livro dos Espíritos, existem outros pontos interessantes no filme.

Ele nos leva a refletir sobre a questão de saúde mental e ver a evolução ocorrida nesse campo.

Ainda que hja muito a evoluir, é inegável que hoje pessoas que têm alguma dificuldade de ordem física ou mental, são tratados de forma muito mais respeitosa.

Também nos faz lembrar que o Espiritismo tem muito a contribuir com o assunto, ao mostrar que essas necessidades especiais são oportunidades de aprendizado. Tanto do Espírito que as possui, como da família e de toda a sociedade.

A produção é excelente em todos os quesitos: interpretações, roteiro, direção, figurino, fotografia, trilha sonora… enfim, as 2H02 passam voando.

Apesar da protagonista ver os “mortos”, eles não aparecem no filme – somente a personagem os enxerga. No entanto, conseguimos perceber quando isso ocorre, em função da ótima interpretação de  Lou de Laâge.

Fonte: http://www.vinhadeluz.com.br/site/index.php
Compartilhar
Topo
Ainda não tem conta? Cadastre-se AGORA!

Entre na sua conta

Cron Job Iniciado