pteneofrdeites
Artigo do Jornal: Jornal Novembro 2021

Sobre o autor

Pedro Valiati

Pedro Valiati

Compartilhar -

Reflitamos no Cristo, o qual, por diversas vezes, abordou acerca do perdão: “Reconcilia-te com teu irmão...”, “70x7”, na oração do Pai Nosso, na Passagem do Credor incompassivo, etc.

Sabia o Mestre que o perdão se traduzia em um dos maiores desafios do nosso coração, pouco inclinado à tolerância e com viés vingativo.

Sejamos sinceros, perdoar não é fácil, exige esforço contínuo e prolongado em “deixar pra lá” a ofensa gratuita e injusta, reconsiderar um clima amistoso com alguém que nos foi ingrato ou nos ofereceu o banquete da traição após anos de dedicação, ou ainda, nos casos mais graves, remover do coração as marcas hediondas de crimes cometidos contra nós ou ainda os que amamos, sabendo que a dor persistirá no espírito, até o momento do reencontro.

Perdoar, definitivamente, é tarefa e decisão difícil no processo de construção do espírito que almeja a paz. Contudo, ninguém é feliz com a mágoa encravada no peito, à feita de estaca lancinante.

No livro Encontro Marcado, cap. 17, da dupla Emmanuel e Chico Xavier, o autor espiritual usa de uma figura bastante representativa para simbolizar o ser “encharcado” pela mágoa.

Está gostando deste artigo? Deseja ler mais?

Por favor faça o login abaixo

Compartilhar
Topo
Ainda não tem conta? Cadastre-se AGORA!

Entre na sua conta