pteneofrdeites
Artigo do Jornal: Jornal Outubro 2021

Sobre o autor

Sônia Hoffman

Sônia Hoffman

Compartilhar -

O livro Alvorada Cristã apresenta, por meio de Neio Lúcio (2019), mensagem bastante reflexiva:

"O exército poderoso, à nossa disposição, está constituído, na atualidade, por vinte e três soldadinhos do progresso. Separam-se, movimentam-se, entrelaçam-se e dominam o grande país das ideias. Sem eles, cresceríamos para a sombra, quando não para a brutalidade. Em companhia desses auxiliares pequeninos, penetramos os santuários da ciência e da arte, aperfeiçoando a vida. Quem os não conhece? Estão nos documentos mais importantes. Fazem as mensagens telegráficas e as receitas dos médicos. Dão notícias de outras regiões e de outros climas. Contam as surpresas do Céu, explicam alguma coisa das estrelas longínquas. Fornecem avisos preciosos. São emissários do carinho entre os filhos e as mães distantes. [...]. Esses soldadinhos humildes e prestimosos são as letras do alfabeto. Sem a cooperação deles, o mundo não seria tão belo e a vida não seria tão boa, porque o acesso ao reino espiritual se tornaria extremamente difícil. Aprender a trabalhar com esses pequenos auxiliares da inteligência é buscar tesouros imperecíveis. O castelo da cultura humana começa sobre a colaboração deles e vai até à pátria divina, onde mora a sabedoria dos anjos".

O alfabeto, então, é significativo recurso que constitui palavras, textos, livros, composições, discursos, contendo lições, aprendizagens, esclarecimentos, orientações. Cada letra, se analisarmos prudentemente, traz sua diferença, função e importância para a transmissão de um pensamento tanto para a comunicação escrita quanto para a falada. Suas diferenças não constituem nem defeitos e nem deficiências, porque apresentam seu valor necessário independentemente de serem vogais ou consoantes.

Associadas ainda como dígrafos, representando novos sons ou fonemas (por exemplo o gr, nh, pl entre outros) assumem combinações ainda extremamente úteis, ricas e includentes na diversidade de possibilidades para a organização e emissão de palavras.

Em decorrência, entendendo a fundamental necessidade da diferença de uma letra para outra, podemos raciocinar da mesma forma para a formação dos números e dos demais símbolos gráficos (como a vírgula, travessão, ponto...). Se tomarmos a letra s como exemplo, vamos concluir que ela não é um zero com deficiência por apresentar uma ruptura no fechamento do círculo porque tem em si o seu devido atributo e objetivo.

Está gostando deste artigo? Deseja ler mais?

Por favor faça o login abaixo

Compartilhar
Topo
Ainda não tem conta? Cadastre-se AGORA!

Entre na sua conta