pteneofrdeites
Artigo do Jornal: Jornal Setembro 2021

Sobre o autor

Paulo Velasco

Paulo Velasco

Compartilhar -

A violência tem aumentado consideravelmente em nossos dias. Às vezes nos questionamos se hoje o mundo está mais violento que antes, mas o que percebemos é a facilidade dos meios de comunicação que nos fazem saber das notícias no momento em que está acontecendo. A mídia aproveita ainda certo prazer que muitos têm em ouvir estas notícias cada vez mais agressivas, violentas e cheias de detalhes que nos apavoram sempre que nos são mostradas e fazem dos fatos violentos como se fossem só isto que estivesse acontecendo no mundo.

Este aumento significativo da violência nos centros urbanos faz-nos pensar que houve um retrocesso no processo evolutivo do Espírito. Mas, como sabemos que o Espírito não retroage nesta caminhada em direção ao progresso, o fato nos comprova que está havendo uma incidência muito grande na reencarnação de Espíritos ainda dominados por instintos, sem noção razoável do bem e do mal, com ausência do senso moral. Obedecendo apenas aos impulsos primários, cometem toda sorte de violência, sem um sentimento de remorso.

Quais são as causas de tanta violência? Afastamento de Deus – falta de Religião, separação da Ciência e Religião, filosofia materialista, educação equivocada ou declínio da educação? Podemos dizer que tudo isso colabora para aumentar a violência, mas, resumindo, diríamos que o problema maior é a falta de espiritualização do homem. O resto, miséria, crueldade, egoísmo, injustiças, leis imperfeitas, fanatismo, desagregação familiar, ódios, corrupção e tudo o mais não passam de efeitos, mediatos ou imediatos.

Como somos ainda egoístas e orgulhosos, vamos ignorando o código de conduta deixado por Jesus, em Seu Evangelho; esquecendo que somos Espíritos imortais e que viemos de Deus, destinados à perfeição e felicidade; que viemos de outra dimensão e de outras existências pretéritas e que estamos aqui para promover o nosso reajuste dos equívocos cometidos no passado e buscar nosso desenvolvimento espiritual; e que vamos prosseguir nos diversos ciclos reencarnatórios, pelo aprendizado constante, sofrendo enquanto não aprendemos a amar, até chegarmos ao estágio de Espíritos puros e dedicados unicamente ao trabalho do amor e da paz.

Espíritos endurecidos, ainda ligados ao mal, percebendo que não voltarão tão cedo a reencarnar no Planeta Terra nesta nova fase de Regeneração, se dedicam a toda sorte de desmandos, tentando dificultar a implantação do Reino de Deus em definitivo, primeiro em nós e depois no novo mundo que começa a se vislumbrar, bem como a formação de um só rebanho tendo o Cristo como o único Pastor.

Está gostando deste artigo? Deseja ler mais?

Por favor faça o login abaixo

Compartilhar
Topo
Ainda não tem conta? Cadastre-se AGORA!

Entre na sua conta