pteneofrdeites
Artigo do Jornal: Jornal Julho 2021

Sobre o autor

Cláudio Conti

Cláudio Conti

Compartilhar -

Conforme abordado no artigo intitulado Os Minerais e os Vegetais [1], os três reinos - mineral, vegetal e animal - são válidos para diferenciação em termos de estrutura e função. Contudo, quando se analisa sob o ponto de vista de moral, pode-se dividir em quatro grandes grupos a saber: mineral, vegetal, animal e humano [2]. Importa salientar que, por moral, deve-se entender como a capacidade de discernimento sobre a própria existência e as consequências advindas.

Os humanos apresentam o mais alto grau de moral relativo ao planeta Terra, desta forma, possuem a consciência do eu e estão sujeitos à processos expiatórios. Os animais, por sua vez, sendo limitados no entendimento sobre a própria existência, possuem uma liberdade restrita às necessidades da vida material [3] e, por isso, não estão sujeitos à expiação em decorrência de seus atos [4].

Apesar desta característica tão marcante, o comportamento humano é tão discrepante com sua condição que fez com que Kardec perguntasse aos espíritos sobre a inteligência dos humanos e dos animais e, para deixar claro sua dúvida, inclui, na pergunta, o seguinte: “alguns animais mostram, sob esse aspecto, notória superioridade sobre certos homens”[5].

Na resposta apresentada pelos espíritos consta que o homem “desce muito baixo algumas vezes e que pode também elevar-se muito alto” e “pobres homens, que vos rebaixais mais do que os brutos!”. Esta resposta deixa claro o motivo pelo qual Kardec e tantos outros se questionam sobre a natureza humana comparativamente aos animais.

Esta informação disponibilizada em O Livro dos Espíritos deve ser motivo de muita análise e ponderação para nós. Devemos nos questionar sempre à respeito do nosso próprio comportamento no sentido de identificarmos os momentos e situações em que nossos atos são equivalentes aos dos “brutos” ou que agimos como sendo mais baixos que eles. Porém, é preciso muita atenção, pois temos a tendência a não enxergar em nós faltas que consideramos como abjetas, mascarando a análise sobre nós mesmos e o autoconhecimento.

Está gostando deste artigo? Deseja ler mais?

Por favor faça o login abaixo

Compartilhar
Topo
Ainda não tem conta? Cadastre-se AGORA!

Entre na sua conta

Cron Job Iniciado