pteneofrdeites
Artigo do Jornal: Jornal Agosto 2016
Compartilhar -

A era da razão trouxe muitos benefícios ao ser humano que aprendeu a separar realidade de superstição e desenvolveu métodos para o conhecimento da Verdade. Porém, levada ao exagero, a razão gerou o materialismo que procura abafar todas as manifestações da alma através de uma lógica que aparentemente consegue explicar tudo pelo olhar da matéria.

Assim é que a alma foi banida do ensino acadêmico, que a Medicina não mais a enxerga como promovedora da vida do corpo e que a Psicologia, ciência da alma, a aborda apenas como algo subjetivo e irreal.

       A ciência espírita possui os recursos para modificar esse paradigma fazendo a Humanidade entrar numa nova fase em que o Espírito seja aceito como uma realidade objetiva. Os Espíritos Superiores podem inspirar e incentivar, mas nada podem fazer se não assumirmos uma postura ativa diante daquilo que queremos mudar. As mudanças requerem atitude da nossa parte e o Espiritismo fornece as ferramentas necessárias para um entendimento profundo do ser humano, de modo a irmos além da concepção materialista da vida. O Espiritismo é seguido hoje por milhões de pessoas, mas permanece ainda como uma crença. Somente a ciência espírita pode transformá-lo em um conhecimento que transmite uma verdade para todos, capaz de transformar as instituições sociais inserindo a noção de ser espiritual que somos.

Está gostando deste artigo? Deseja ler mais?

Por favor faça o login abaixo

Compartilhar
Topo
Ainda não tem conta? Cadastre-se AGORA!

Entre na sua conta