pteneofrdeites
Artigo do Jornal: Jornal Janeiro 2022

Sobre o autor

Sônia Hoffman

Sônia Hoffman

Compartilhar -

Joanna de Ângelis alerta para um sentido profundo, utilizando concepção bastante inclusiva, sobre a expressão que frequentemente utilizamos para nos referir ao nosso próximo: irmão.

A reflexão parte do princípio de que Deus, inteligência suprema e causa primeira de tudo, é Pai e Criador de absolutamente todos nós. Logo, o irmão é alguém vinculado inevitavelmente a cada ser.

Sem distinção de classe, raça ou situação social todos somos irmãos! Quem transitoriamente é nosso adversário, perseguidor, familiar, cônjuge, patrão, empregado, por exemplo, é irreversivelmente nosso irmão.

Em qualquer circunstância, momento ou situação, o sentimento fraterno deve prevalecer e o irmão deve amar o seu irmão mesmo quando este magoar, incentivar, ferir, acolher, auxiliar. O amor, como encontramos em O Evangelho segundo o Espiritismo é o princípio da caridade mais pura e, como menciona Joanna de Ângelis, mesmo diante das distintas condições evolutivas dos discípulos, Jesus, durante seu Ministério, não amou menos um a outro, a Judas ou a Pedro, mesmo quando em alguma ocasião se equivocaram.

Jesus Amou como irmãos, e ama até hoje, tanto a mulher apanhada em adultério quanto Zaqueu, Pilatos, Herodes, apesar de saber que estavam em processos evolutivos diferentes.

Está gostando deste artigo? Deseja ler mais?

Por favor faça o login abaixo

Compartilhar
Topo
Ainda não tem conta? Cadastre-se AGORA!

Entre na sua conta