pteneofrdeites
Artigo do Jornal: Jornal Setembro 2021
Escrito por: Arleir Bellieny
Compartilhar -

Se a morte fosse mesmo o fim de tudo, seria isso um ótimo negócio para os perversos, pois ao morrer teriam cancelados todas as maldades não apenas do seu corpo, mas da sua alma.”.(Sócrates).

A influência das artes em nossa trajetória terrena, sempre foi notada e imitada. É fato o sucesso universal dos grandes clássicos através dos séculos. Nesse mês de setembro a mídia convencionou falar sobre o “setembro amarelo”, em alusão àqueles que em desespero atentam ou interrompem suas existências no corpo físico. Proponho uma breve reflexão sobre duas obras magníficas que marcaram significativamente a nossa história.  

Johann Wolfgang von Goethe, em 1774, escreveu uma novela intitulada “Os Sofrimentos do Jovem Wherter”, narrando uma história trágica em que o jovem Wherter, amava Charlot que também o amava, mas casou-se com Alberto. Esse acontecimento, abala profundamente as estruturas psíquicas e emocionais do Jovem que tira sua própria vida usando a arma do algoz.

Wolfgang Amadeus Mozart, em 1791, compõe “Flauta Mágica”, uma Ópera cujo personagem, Papageno, com medo de perder a mulher que ama, Papagena, resolve não mais viver sendo ela a única razão de continuar. Amigos próximos conseguem demovê-lo da ideia apresentando outras alternativas para o desfecho da questão.

Duas situações em que a vida está sendo colocada em check.

Está gostando deste artigo? Deseja ler mais?

Por favor faça o login abaixo

Compartilhar
Topo
Ainda não tem conta? Cadastre-se AGORA!

Entre na sua conta