pteneofrdeites
Artigo do Jornal: Jornal Fevereiro 2021
Compartilhar -

Sempre é importantíssimo um exame clínico regular. Não se deve ir a um médico somente quando a pessoa apresente algum sinal ou sintoma. Em indivíduos, por exemplo, acima de 50 anos, é importantíssima uma consulta para fins de solicitação de um exame que observa diretamente a mucosa do intestino grosso, sendo especialmente indicado para constatar a presença de pólipos, câncer intestinal ou outros tipos de alterações, como colite, varizes ou formações diverticulares. Estamos no referindo à colonoscopia.

Esse procedimento é valioso, em casos de alterações intestinais, como sangramentos ou diarreia persistente, sendo indispensável para o rastreio do câncer do cólon. Muitos pacientes desconhecem que a presença de pólipos no intestino pode desencadear o câncer e, pela colonoscopia, o gastroenterologista tem a capacidade de extirpá-los (polipectomia), como, igualmente, encaminhar um pedaço de uma lesão suspeita para o exame anatomopatológico, no sentido de detectar a presença de células malignas.

Pacientes que já tiveram seus pólipos retirados precisam de uma vigilância maior pelo risco de aparecimento de outros. Os pólipos colorretais são projeções de células que se formam na mucosa intestinal, geralmente causados por fatores hereditários. Em princípio, não produzem sintomas; contudo, podem sangrar, havendo a necessidade de a colonoscopia ser realizada para fins diagnósticos.

Outro dado a ser considerado é que, na realização do exame endoscópico, se pode verificar a presença de divertículos, os quais são pequenas bolsas protuberantes no trato digestivo, com formato de balões, geralmente localizadas no intestino grosso (cólon). Normalmente, não há sintomas; contudo, existe a possibilidade de surgir inflamação ou infecção (febre, dor abdominal, abaixo do umbigo, que se desloca para o quadrante inferior esquerdo do abdômen, sangue nas fezes), denominada de diverticulite, exigindo tratamento e acompanhamento médico.

Essas saliências gastrointestinais, as quais retêm pequenas quantidades de fezes, em caso de acometimento patológico, podem apresentar abscessos graves e perfuração, exigindo cirurgia imediata, porquanto os resíduos intestinais escapam para a cavidade abdominal e provocam uma complicação grave chamada de peritonite.

Está gostando deste artigo? Deseja ler mais?

Por favor faça o login abaixo

Compartilhar
Topo
Ainda não tem conta? Cadastre-se AGORA!

Entre na sua conta