pteneofrdeites

Sobre o autor

Pedro Valiati

Pedro Valiati

Compartilhar -

Os Efeitos Ocultos da Oração

Ainda não sabemos com exatidão onde o hábito de orar foi introduzido na história humana. Entretanto, já temos a ciência de que a qualidade e o sentimento empregados na oração determinam as principais variáveis no respectivo efeito, em detrimento ao tempo e às palavras.

Emmanuel, mentor do nosso Chico, nos diz que a oração é o propulsor das ondas eletromagnéticas resultantes do pensamento. A analogia é bem simples: imaginemos uma piscina de água parada sobre a qual uma pedra vai caindo verticalmente. Naturalmente, teremos a formação de ondas de determinado alcance. Quanto maior for a pedra, maior o impacto, portanto, originando ondas de maior alcance. Pois bem, na analogia, a pedra são os sentimentos e as ondas a resultante, os pensamentos. Podemos dizer, então, que os pensamentos, precursores das ações, são o resultado do que sentimos. Vale salientar o elemento determinante da qualidade da oração: o sentimento.

A oração, dependendo da aplicação do mais puro e fervoroso sentimento, alcança efeitos ainda não totalmente conhecidos por nós, interna e externamente. Internamente, a oração garante o equilíbrio perispiritual, em analisando a contínua troca energética entre o corpo e o perispírito, conectados célula a célula (considerando o duplo etérico como intermediário), o bem-estar perispiritual experimentado, resultante do ato de orar, levará ao respectivo corpo o equilíbrio necessário. A oração do atendido no momento do passe também se revela de grande utilidade ao experimentar o influxo das energias do plano extrafísico, por vezes operando curas no corpo material. A valia da oração é indiscutível, inclusive no meio científico, em que pesquisas revelam maior percentual de cura dentre pacientes com o hábito de orar.

No âmbito externo, os efeitos são ainda mais desconhecidos. Da mesma forma que contamos no plano material, quando necessário, com as mais diversas fontes de auxílio, prontos-socorros, ambulâncias, médicos em domicílio e até mesmo o aparato disponível a intervenção mais especializada do Corpo de Bombeiros, no plano do espírito temos as diversas caravanas dispostas às assistências mais variadas, estruturadas e prontas ao atendimento no momento azado. Sabemos dos efeitos da oração no processo desobsessivo, entendemos que o fluxo das ondas canalizadas ao desafeto, impulsionadas pelo sentimento da vítima atual e unida a mudança de atitude, reforma íntima, retira do inimigo desencarnado as motivações, as forças, para o embate, a desdita.

Entretanto, não apenas em caráter desobsessivo a oração se faz em efeito. Temo-la, igualmente, como fonte de auxílio. Recebemos certa vez, reunião mediúnica, a comunicação de um irmão, trabalhador do plano espiritual, engajado em uma destas interessantes tarefas de socorro. Ele relatava fazer parte de um grupo no qual atuava de forma parecida à de um grupo socorrista de ambulância, no nosso plano, aguardando o chamado e partindo sem demora ao ponto de atendimento, normalmente em regiões umbralinas de maior intensidade. Entretanto, o resgate não era realizado por conta de um acidente e o referido grupo simplesmente aproveitara alguns instantes de reflexão, os poucos momentos no qual o espírito enfermo refletira os próprios atos, fraquejando no orgulho. Era o instante do socorro, do resgate. Segundo o relato do irmão, o tempo para a chegada à região umbralina era curto, por isso a prontidão e agilidade eram, juntamente ao amor e disciplina, determinantes para o sucesso da tarefa. Onde um ponto de luz se fizesse na região de dor e sofrimento, era o sinal para mais uma empreitada. Após o relato o irmão despediu-se, porém, não sem antes informar que a luz a qual servia de sinal para cada nova missão nada mais era do que a oração de um ente querido, alcançando o ser em sofrimento.

O amor não se perde jamais, a oração, veículo do sentimento, portanto, transporte do amor, segue a mesma regra. Deus, através das hierarquias angelicais não desperdiça as oportunidades de atender. Portanto, não devemos nos furtar à lição do amor, sem desperdiçar as chances de externar tal ato através da oração que, bem realizada, cumpre com os objetivos delegados, interna ou externamente.

Compartilhar
Topo
Ainda não tem conta? Cadastre-se AGORA!

Entre na sua conta

Cron Job Iniciado