pteneofrdeites
Artigo do Jornal: Jornal Outubro 2017

Sobre o autor

Marcus de Mario

Marcus de Mario

Compartilhar -

Utilizo-me do título de um filme que, provavelmente, você que é jovem, não conhece. O filme Juventude Transviada é de 1955, tendo como protagonista o ator James Dean, que veio a desencarnar cedo, logo após o lançamento do filme, numa vida de agitação social, alcoolismo e velocidade máxima, fascinado por corridas de automóveis, o que lhe custou a vida aos 24 anos de idade. No filme ele faz o papel de um jovem encrenqueiro vivendo de forma agitada em nova cidade, bem o retrato dele mesmo. Tanto no filme quanto na vida real ele não se dá bem, e é sobre isso que quero conversar com você: será que vale a pena viver como se o dia de amanhã não existisse?

Nos dias atuais muitos jovens se esgotam em baladas intermináveis, deixando-se alcoolizar e consumindo drogas. Disputam o pegar e ficar com outro, sem se darem conta da promiscuidade sexual de que são vítimas, considerando o outro e a si mesmos como objetos, e não como seres humanos. Se revoltam contra a sociedade por meio da violência ou da depressão, considerando-se totalmente independentes, como se não convivessem com os outros, e, em muitos e muitos casos, largando a vida na flor da juventude, esgotados, cansados e equivocados, pois terão de enfrentar as consequências na realidade da vida após a morte, onde o que vale é o que fizeram da oportunidade existencial que a reencarnação lhes proporcionou.

Talvez você pense que nada sei, que sou um religioso com aquele discurso sobre Jesus, moral e coisas do tipo, mas não se trata simplesmente disso, e sim de lhe provocar reflexão sobre o significado da vida, sobre o por que nascemos, afinal não é possível que aqui estejamos só para gozar, gozar e mais nada. Mesmo que a morte fosse o fim de tudo, e não é, mesmo assim não justificaria o viver por viver.

Pense seriamente em ser útil a si mesmo e ao próximo, em ser um transformador, para melhor, da sociedade em que vive. Pense: por que não dar um tempo para conhecer o Evangelho? Mal não vai fazer. Quem sabe não é nele que você vai encontrar novos e nobres objetivos para o seu viver? Fica aqui a reflexão e o convite.

Compartilhar
Topo Cron Job Iniciado